História da empresa

A AW-Energy Ltd é uma empresa finlandesa que desenvolve o conceito patenteado e o produto WaveRoller. O WaveRoller é o primeiro dispositivo a utilizar a conhecida forma de energia das ondas oceânicas – O fenómeno de vaga (surge) (saiba mais em fenómeno de vaga).
A AW-Energy é propriedade dos seus fundadores, do pessoal e investidores (ver página Investidores). O financiamento foi assegurado por (lista por ordem alfabética):

  • Aura Capital
  • Fortum
  • John Nurminen Oy
  • Sitra

A AW-Energy também recebeu financiamento do fundo nacional finlandês para I&D – TEKES - e da UE. Na história da empresa destacam-se os seguintes momentos:

  • 1993 O mergulhador profissional, Rauno Koivusaari, faz um mergulho de observação a um velho navio naufragado; um forte movimento oscilante move uma pesada escotilha
  • 1999 Ele retoma a ideia com um grupo de amigos entusiastas- são construídos protótipos de pequena escala de dois dispositivos. Os testes do protótipo confirmam que a ideia é exequível
  • 2000 É registada a primeira patente de utilização do fenómeno de vaga (surge) para produção de energia. Dois especialistas do Fortum Hydro Reseach Laboratory juntam-se à equipa. São realizados diversos testes de laboratório de pequena escala. Seguem-se trabalhos de pesquisa e estudos de viabilidade para o desenvolvimento de um sistema PTO
  • 2002 É fundada a AW-Energy Oy. Recebe os primeiros investimentos para financiamento dos primeiros testes no mar realizados no Golfo da Finlândia. Os testes incluem uma bomba de água e medições de pressão
  • 2003 Após a obtenção de resultados promissores, os testes continuaram com o apoio do Fundo de Investimento Finlandês. Os modelos de painéis foram modificados e comparados com experiências anteriores. É assegurado financiamento adicional por parte de um investidor privado. É registada uma segunda patente com uma descrição mais detalhada da tecnologia
  • 2004 Testes do modelo no laboratório naval da Universidade de Tecnologia de Helsínquia. Estudo de diferentes modelos dos painéis e efeitos do crescimento marinho e do biofouling. São desenvolvidos os primeiros planos para teste à escala de mar no EMEC/Orkney
  • 2005 Primeiros resultados das instalações em Orkney (EMEC) e de medições no Equador (Salinas). O objetivo é testar a capacidade de sobrevivência do conceito antes de criar um dispositivo maior. Protótipo exposto a condições de mar extremas com fundo de rochas e de areia. Percebemos as limitações de bombear água na costa para usar a turbina Pelton como PTO; Parece uma solução exequível para uma única unidade, mas muito complexa e ineficiente quando são combinadas várias unidades. Esboço do primeiro WaveRoller de média escala com PTO hidráulico e gerador incorporado. Investimento privado de Aura Capital
  • 2006 Portugal foi identificado como o local mais apropriado para a central de demonstração. Início do projeto de modelação CFD global. Início do projeto e do fabrico do dispositivo de média escala WaveRoller #1, um dispositivo único equipado com PTO hidráulico sem sistema de controlo ativo e sem ligação à rede
  • 2007 Instalação, montagem e monitorização do dispositivo de média escala WaveRoller #1. Depois de quatro meses de operação no mar, decidimos melhorar o PTO para explorar ao máximo a captura de energia mais alta do que esperado. Reinstalação em 2007 com um cilindro hidráulico maior. Roteiro (road map) construído para um parque de ondas de demonstração de 300kW que consiste em três unidades WaveRoller independentes
  • 2008 Instalação do WaveRoller #2 equipado com cilindros hidráulicos mais potentes. Operação no mar e exposição a tempestades com condições de mar extremas (Hs>5m). Depois do desmantelamento do dispositivo, análise detalhada de dados que forneceram informação relevante para o projeto do parque de ondas de 300kW
  • 2009 Trabalho de projeto global do conceito do parque de ondas de demonstração WaveRoller (300 kW). Série de testes em tanque na Universidade do Porto, Portugal, verificado pelo Instituto Superior Técnico (IST). Atribuição de um importante apoio financeiro pelo FP7 - programa de financiamento de energia da UE. A central de demonstração do projeto SURGE começa oficialmente em outubro de 2009 (mais detalhes em Projeto SURGE).